20Fev, 2020
Diretora da ASPIPP recebe menção honrosa da Assembleia Legislativa do Paraná

Diretora da ASPIPP recebe menção honrosa da Assembleia Legislativa do Paraná

Curitiba (PR) – A diretora executiva da ASPIPP, Priscila Silvério Sleutjes, foi homenageada e recebeu a menção honrosa da Assembleia Legislativa do Estado Paraná pelos trabalhos que vem desenvolvendo nos últimos 10 anos em favor da agricultura irrigada no País. A honraria proposta pelo deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB/PR) foi entregue no grande expediente da Sessão Plenária do parlamento paranaense, na última segunda-feira (17), que contou com a presença de parlamentares e lideranças do setor.

O grande expediente da sessão foi tomado pelas discussões em torno das demandas da irrigação para produção agrícola. Na ocasião, representantes e especialistas pediram mais apoio ao setor, frisando a necessidade de desburocratização de alguns pontos que impedem o desenvolvimento de áreas irrigadas, como o custo de equipamentos, criação de linhas de crédito, agilidade para a concessão de licença e outorga para o uso da água.

Mais apoio

Em sua fala, a engenheira Priscila Sleutjes, que também é presidente da Câmara Temática de Agricultura Sustentável e Irrigação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (CTASI/MAPA) e membro titular da Comissão Nacional de Irrigação da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), defendeu mais apoio para o setor. “A energia ainda é cara para irrigar as plantações. Além disso, necessitamos de melhorias na concessão de licença ambiental. Por fim, os produtores precisam de direitos de outorga hídrica para utilização da água. Precisamos desburocratizar estes processos”, explicou.

A representante da ASPIPP evidenciou o modelo verticalizado de produção de alimentos predominante do sudoeste paulista e que alia tecnologias, irrigação com água reservada e o sistema de plantio direto na palha. “Com a mesma área, podemos produzir duas vezes e meia a mais. A cada dois anos, temos cinco safras. O desenvolvimento econômico é muito maior. A tecnologia para isso nós temos. Precisamos de apoio”, afirmou.

Paraná estimulando

Lançado em 2019, o Governo do Paraná está implantando o Programa de Irrigação, que tem como objetivo aumentar a produtividade agrícola e potencializar a produção no estado. No primeiro momento, o programa está sendo implantando no Noroeste do Estado, onde predomina o solo de Arenito Caiuá numa extensão de 3 milhões de hectares. A região escolhida se justifica pelo fato de possuir um déficit hídrico, mas com excelente potencial agrícola caso o solo seja corretamente irrigado. A iniciativa abrange os polos de Maringá, Paranavaí, Umuarama e Cianorte, onde predominam as bacias do Ivaí, Piquiri e Pirapó.

O programa está alicerçado em alguns eixos. O primeiro trata da redução de custos, particularmente com equipamentos. Para isso, estão previstos isenção de ICMS e diferimento tributário. Na questão ambiental, está prevista maior agilidade para a concessão de licença e outorga para o uso da água. O programa prevê ainda parceria com a Companhia Paranaense de Energia (Copel) para reforçar a rede, ampliando o sistema trifásico, que garante mais confiabilidade e segurança, além de outros projetos de tecnologia e inovação.

 

Da Assessoria de Comunicação | ASPIPP

(com informações da AI Assembleia Paraná)

Endereço

Av. das Posses, 120
Bairro: Campos de Holambra II
Paranapanema
financeiro@aspipp.com.br
(14) 3769-1788

Horário de Atendimento

Segunda a Sexta das:
07:30 – 12:00 / 13:30 as 17:00