06Jun, 2017
Reportagem do G1 destaca a qualidade do algodão do Sudoeste Paulista

Reportagem do G1 destaca a qualidade do algodão do Sudoeste Paulista

A reportagem do programa Nosso Campo, exibida no último domingo (4) para os 318 municípios que integram a área de cobertura da TV TEM, noticiou que o preço do algodão aumenta cerca de 15% e anima produtores do Sudoeste de SP. Mesmo com clima atrapalhando, a qualidade da pluma é considerada boa.

Nesta época do ano, se o clima está bom, as máquinas não param. O algodão está no ponto e o agricultor não pode perder tempo para colher a safra.

Wilhelmus Beckers tem 90 hectares cultivados em Itapeva (SP). Ele, assim como outros produtores do município, teve que antecipar a colheita por causa da previsão de aumento da umidade e da queda de temperatura. O problema é que muitos botões, as maçãs do algodão, deixaram de abrir.

Apesar dos problemas climáticos, a pluma não perdeu qualidade e o produtor espera colher 330 arrobas por hectare. Isso é bem parecido com o resultado do ano passado, mas os preços estão melhores agora.

Segundo Beckers, a pluma foi comercializada, em média, a R$ 83 no ano passado, sendo que nesta safra já alcançou entre R$ 90 e R$ 93, um aumento de 15%.

Tudo que é colhido segue para uma cooperativa em Campos de Holambra, distrito de Paranapanema (SP). O algodão é descompactado dos fardos e passa por um processo de retirada de umidade e de limpeza até ficar pronto para o beneficiamento.

O caroço é vendido para alimentação do gado. Já a pluma é prensada em fardos de 200 quilos que são comercializados para as indústrias de fiação.

ASSISTA A REPORTAGEM NA ÍNTEGRA:
http://g1.globo.com/sao-paulo/sorocaba-jundiai/nosso-campo/noticia/preco-do-algodao-aumenta-cerca-de-15-e-anima-produtores-do-sudoeste-de-sp.ghtml

 

Fonte: Portal G1 | Nosso Campo

Endereço

Avenida das Posses, 120
Bairro: Campos de Holambra
Paranapanema - São Paulo
aspipp@aspipp.com.br
FONE 14 | 3769.1788

Horário de Atendimento

Segunda a Sexta das:
07:30 – 12:00 / 13:30 as 17:00