Muito tem se falado de agricultura sustentável. Com isto se tenta transmitir que é possível fazer agricultura no longo prazo sem causar grandes impactos ambientais. O termo sustentável dá a impressão de que queremos deixar as coisas como estão, sem estragar o que temos hoje.

Um termo que nós queremos propor aqui na Holambra, é a agricultura de impacto positivo. Impacto positivo para a produção, para a água e para o meio ambiente. 
Graças ao plantio direto, à correção de solo e à agricultura de precisão, conseguimos transformar os solos extremamente pobres da região em terras férteis, com altos índices de produção. O solo melhorou, a erosão está controlada, graças às culturas transgênicas o uso de defensivos agrícolas foi reduzido de forma significativa e a vida no solo voltou, trazendo consigo um grande número de aves e mamíferos que vivem dos insetos, minhocas e outros organismos dos nossos solos. 

Graças à irrigação, conseguimos fazer duas lavouras de alta produtividade ao ano. Por isto, não é preciso desbravar novas fronteiras, que ocupariam três vezes mais área para a mesma produção. Isto é agricultura de impacto positivo na produção!
Com nossos açudes, armazenamos o excesso de águas do verão, reduzindo os estragos que estas causam ao passar por áreas urbanas. Na época das secas, liberamos uma parte destas águas para os córregos, e outra parte volta através das nascentes que não secam mais graças à irrigação. Isto é agricultura de impacto positivo sobre as águas! Graças ao excesso de águas das chuvas de verão, afirmamos com convicção, que não há falta de água para irrigação, o que falta são açudes para armazenar o excesso de águas.
Nossos açudes são cercados pelo plantio de faixas de mata nativa, formando corredores verdes que interligam os remanescentes florestais da região permitindo o fluxo de animais e plantas entre estas áreas. Onde antes existiam brejos tomados pela taboa, hoje encontramos açudes com muitos peixes e uma grande riqueza nas mais diversas aves e mamíferos aquáticos. O número de espécies animais e vegetais presentes nas nossas fazendas aumentou muito nos últimos 20 anos graças aos açudes e ao plantio de mais de 500.000 mudas nativas. Tenho certeza de que com a aprovação do novo código florestal, vamos plantar ainda mais matas nativas. Isto é agricultura de impacto positivo sobre o meio ambiente!

Por estes argumentos é que afirmo que já saímos da fase da agricultura sustentável e estamos praticando a agricultura de impacto positivo. Hoje a ASPIPP junto com a Cooperativa Holambra assinam este protocolo demonstrando seu real interesse em melhorar cada vez mais a convivência da produção agrícola com a preservação dos recursos hídricos, o que para nós é vital, e a preservação e melhoria do meio ambiente.

Contamos com os órgãos ambientais e a CETESB para que haja agilidade na aprovação de nossos projetos de regularização ambiental e nos projetos de construção de açudes e outorgas de água para sermos cada vez mais um exemplo de agricultura moderna, harmoniosa com o meio ambiente, causando impacto positivo !

Simon Veldt – presidente da Cooperativa Agroindustrial Holambra

Endereço

Avenida das Posses, 120
Bairro: Campos de Holambra
Paranapanema - São Paulo
aspipp@aspipp.com.br
FONE 14 | 3769.1788

Horário de Atendimento

Segunda a Sexta das:
07:30 – 12:00 / 13:30 as 17:00